Páginas

22 de janeiro de 2013

Como cobrar o preço certo?

Já tive muitas dúvidas na hora de colocar preço em minhas peças de artesanato. Como a maioria das pessoas, ficava insegura na hora de falar o preço que eu achava que deveria ser e o cliente achar caro, fazer cara feia e não querer comprar. Muitas das vezes preferia nem vender. Pura insegurança!!!


Por isso comecei a pesquisar muito na Net e encontrei muitas dicas legais. E, juntando uma aqui e outra ali, me senti muito mais segura e hoje consigo falar o preço numa boa para o cliente pois sei exatamente que o preço da peça é o preço certo e justo tanto para mim quanto para o cliente.

O PRIMEIRO PASSO

O primeiro passo que devo mencionar é: não tem como você dar um preço para uma encomenda sem antes ter feito a peça!!! Fato!
Vejo muitas clientes chegando com fotos de trabalhos de outras pessoas e perguntando: "Quanto você cobra para fazer 100 peças dessas?". A artesã fica desesperado querendo dar o preço rápido pq o cliente precisa de uma resposta e acaba dando um valor baixo com medo do cliente não querer fazer com ela. Resultado: ela não sabia que aquela peça lhe daria tanto trabalho e gastaria tanto do seu tempo. Então acaba pagando para trabalhar.
Lembrem-se que o cliente precisa pesquisar o que será melhor para o seu orçamento. Por isso peça-lhe um dia para fazer pelo menos uma peça. Isso também se chama "respeito ao cliente". A peça que vc fizer baseada no trabalho de uma outra artesã nunca ficará igual. Por isso faça a sua e mostre ao seu cliente para ver se ele aprova. Isso irá evitar que ele se sinta enganado. E, você terá um cliente satisfeito que lhe indicará para outras pessoas. 
Nunca pegue uma encomenda de uma peça que você nunca fez! Isso também vale para peças grandes e trabalhosas. Mesmo que o cliente resolva não ficar, você conseguira vender para outra pessoa.

PAPEL E CANETA NA MÃO

Agora que vc já fez a peça. Sabe exatamente o tempo que levou para produzi-la. Anote tudo em um caderno para não se perder depois. Anote o tempo gasto e o material usado. Dá um pouco de trabalho mas, vale a pena. Eu costumo marcar a peça no feltro e medir o tamanho do feltro que eu usei. Meça a grosso modo podendo deixar algumas sobras.

Não é preciso cortar as peças antes de medir. É até melhor não cortar pois assim entra também na conta as sobras. No exemplo acima eu gastaria um pedaço de feltro de uns 40 cm x 28 cm. Isso também vale para trabalhos em EVA. Depois é só preciso saber o tamanho que é vendido. No caso do feltro o tamanho básico é 1 metro x 1.40. 
Vamos supor que eu tenha gasto duas horas para produzir esta peça, mais linha, botões... Informações anotadas vamos aos cálculos.

CALCULANDO O VALOR

Agora vamos calcular o valor da peça. Lembre-se que será preciso fazer o mesmo processo para todas as peças que você fizer.
Para calcular o valor você precisará definir dois custos: o CUSTO FIXO e o CUSTO VARIÁVEL.

No CUSTO FIXO irão entrar todas as despesas que você tem por mês: luz, água, internet, seu salário, inss, telefone, aluguel (se for o caso), salário do ajudante (quando houver), celular, transporte, etc. Veja todos os gastos fixos que você tem por mês que estejam relacionados ao seu trabalho.
A maioria das artesãs trabalham em casa, como eu, então vamos a um exemplo para quem trabalha em casa:
  • Luz: você gasta R$140,00 por mês em sua casa, então divida esse valor com o seu trabalho= R$70,00 (isso vale para todas as contas da casa)
  • Água: R$30,00
  • Telefone: R$40,00
  • Internet: R$40,00
  • Inss: R$40,00
  • Seu salário: Lembre-se que seu trabalho como qualquer outro precisa ser remunerado, então defina seu salário. Neste exemplo vou colocar um pouquinho a mais que um salário mínimo para termos as contas mais fáceis de serem entendidas. R$700,00
Os valores acima são só exemplos. Você precisa fazer um levantamento de todos os gastos que estão diretamente ligados ao seu trabalho. O lado bom é que você não precisará fazer esta conta muitas vezes. A não ser que tenha alguma alteração de valor em suas contas à pagar.
Então termos de CUSTO FIXO mensal:  R$920,00 (não se assustem...rsrsrs) ou R$30,66 diários.

No CUSTO VARIÁVEL irá entrar todo material que você gastou para fazer a peça e/ou (de base das informações de quanto gastou para fazer uma peça) toda a encomenda. Vou dar um exemplo baseada no meu trabalho com feltro:
  • 2 metros de feltro: R$20,00
  • Linhas: R$ 10,00
  • Acessórios: R$10,00
Total do meu custo variável: R$40,00.

APLICANDO

De posse de todas as informações em mãos vamos então ao cálculo das peças. Lembram-se que eu mencionei que levei duas horas para fazer a peça? Então em uma dia de trabalho eu faria 4 peças. E, em cinco dias eu terminaria a minha encomenda de 20 peças. O custo variável para a fabricação das 20 peças foi de R$40,00.
E, o meu dia de trabalho (o meu custo fixo) é de R$30,66 por dia que dá um total de R$ 153,30 para os cinco dias de trabalho.
Somamos o Custo Fixo ao Custo Variável e termos um total de R$193,30. Dividindo esse valor pelo número de peças feitas obteremos: R$ 9,66 para cada peça. Não falei para não se assustarem... rsrsrs 

LUCRO

Como a expressão: "o que vier é lucro"... O lucro é o dinheiro que vai sobrar. É com o lucro que você poderá dar descontos. Costumo usar uma margem de lucro de 100% e posso chegar até 30% dependendo da quantidade que for encomendado.
Lembre-se também que seu salário como trabalhador já foi pago nos custos fixos. Portanto, use o lucro para guardar e investir em novas tecnologias e equipamentos para a melhoria do seu trabalho.
Separe bem os valores pois assim você terá o seu salário para gastar como quiser. Não use o dinheiro de uma coisa para outra. Por exemplo: não use o dinheiro da sua luz para comprar material. Para investir em novos materiais você pode usar o lucro e também o Custo Variável.
Eu venderia a minha peça por R$19,30 a unidade e R$12,55 para quantidades pré estabelecidas (acima de 20 peças por exemplo).

ELEVANDO A AUTO ESTIMA

Saber o quanto você vai cobrar pelo seu trabalho lhe leva a outro patamar de sentimentos. A insegurança com certeza é a primeira a desaparecer e você não precisará mais ficar pensando: "será que tá caro?" "será que tá barato demais?" "quanto vale meu trabalho?". Todas essas perguntas irão desaparecer, pois agora você sabe exatamente o que cada peça que você produz está pagando. E, não terá mais medo de dar o valor ao seu cliente achando que sairá perdendo. Seu trabalho tá pago, seu material tá pago e o melhor de tudo é que poderá ver os frutos deste trabalho de tanta dedicação.
Então mãos à obra... ou melhor ao papel e lápis...rsrsrs Qualquer dúvida, deixem seus cometários que ficarei feliz lhes responder; se eu souber claro...!

DICA: Tirem pelo menos um dia para pesquisar na net. Um blog super legal que tenho dedicado algumas horas por semana para ler tudinho: http://www.assimsim.com.br/

E, sem medo de ser feliz, mudei o nome do blog, do face, fiz nova logo e estou encontrando um novo caminho. Nunca sabemos o suficiente para ficar paradas. Não tenha medo de inovar!!!
Beijo em cada coração e não deixem de dar um pulinho no blog acima.

62 comentários:

  1. VALEU ANDREIA , EU SOU SUPER INSEGURA QUANTO A PREÇO, E VARIAS VEZES DEIXEI DE VENDER POR MEDO DE DAR VALORES MUITO ALTO OU BAIXO DEMAIS KKKK!!
    VOU SEGUIR DIREITINHO AS DICAS ACIMA, DEPOIS TE CONTO BJS♥E OBRIGADA♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Deise!!!
      Fico feliz em poder ajudar!!! Depois me conta tá?
      Bjkssss e ótimas vendas!!!

      Excluir
  2. ANDRÉIA, VC É UMA FOFA!!!!
    EU TAMBÉM SOU INSEGURA NA HORA DE COBRAR, GOSTO DE VALORIZAR MEU TRABALHO, MAS TAMBÉM TENHO MEDO DE EXAGERAR. ESSE POST TA PERFEITO.
    VOU FAZER MEUS CÁCULOS A PARTIR DAI AGORA..
    EU JA ANDEI DANDO UMA OLHADA NO SITE QUE VC FALOU, MUITO BOM MESMO.
    UM SUPER BEIJO!!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom Angela!!!!! Qualquer coisa que precisar estou à disposição sempre que eu puder ajudar! Bjsssssss

      Excluir
  3. Meio complicado,isso de calcular o preço das peças! Mas gostei muito! Vou tentar fazer dessa maneira! Estou meio insegura para começar,mas vou tentar, obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso! Vai aos poucos que quando vir já estará craque! Qualquer coisa estou à disposição! Bjsss e boas vendas!!!

      Excluir
  4. Olá Andreia, conhecendo agora seu blog e adorei a dica! Cheguei aqui a partir da Priscila Cunha que compartilhou o post no face. Quando faço tricô eu calculo o valor da peça e multiplico por três, foi assim que minha mãe me ensinou. Agora começando com feltro eu estava mais ou menos fazendo isso( multiplicando por três) e também observava os valores que as artesãs vendem suas peças e dava o valor certinho ou pouca diferença. Eu já havia pesquisado algumas dicas de como cobrar o preço justo da peça mas, achei o teu cálculo mais fácil. Só para explicar porque multiplicar por três? 1- valor gasto na lã, 2- mão de obra, 3- comprar mais material para fazer outra peça. Gastei R$6,00 em lã para fazer uma meia, vendo por R$18 sem dar desconto ou R$20,00 e posso dar um desconto, quando pedem mais de uma peça, geralmente me pedem mais peças. Não sei se é o correto, mas até agora deu certo, preciso rever meus cálculos! Obrigada por compartilhar suas dicas. Ih, acho que escrevi demais, hehehe
    beijo grande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Laura, já vi sim muitas artesãs e até eu mesma já fiz essa conta de multiplicar por três o valor gasto. O único problema que encontrei fazendo isso é que não era só o material e a mão de obra que estavam envolvidos na produção de uma peça. E, sem saber qual dinheiro pertence a o que, fica difícil você separar todos os valores corretamente. Quando trabalhamos em casa, estamos gastando energia, internet, telefone, etc e pra mim foi muito bom saber que em um mês de serviço eu consiga pagar as contas, os materiais gastos e muito mais e ainda ter o meu salário. Tudo bem claro e especificado. No seu cálculo acima, vc não levou em consideração o tempo que leva para executar esta peça. Se levar o dia inteiro, o deu dia de trabalho terá sido de R$6,00 e... não tem como ganhar só isso por um dia de trabalho. O seu dia de trabalho tem que ficar +- em cima de um salário mínimo, ou seja, pelo menos 23,00 por dia. Por isso a importância de conhecer todos os valores que envolvem um produto. É exatamente o que pagamos quando compramos qualquer produto. E, eu também gosto pouco de escrever né....rsrsrsrsrs Bjkssssss

      Excluir
  5. muito bom o post, amei, obrigada querida!!!!

    ResponderExcluir
  6. Andreia muito boa a explicação. Teu blog é ótimo e teus trabalhos são lindos.Também tenho um blog e ficaria feliz em receber tua visita. Parabéns!!!!
    Abraço
    Maria Luiza
    www.cantinhodalica.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Maria Luiza!
      Vou visitar seu blog também!
      bjsssssss

      Excluir
  7. Amei Andréia!!! futuramente vou precisar dessas dicas.Muito Obrigada! Bjs

    ResponderExcluir
  8. nossa andreia, como eu calculava errado, por isso eu não tinha lucro, fazia varia peças e vendia muito rapido, acho que vendia muito barato, não valorizei meu trabalho e ainda sair no prejuizo, obg..pelo toque... maria lucia dos santos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Lúcia, acho que todas nós já passamos por isso. Agora, podemos mudar um pouco a situação e levar o artesanato a um patamar mais profissional mesmo! Beijocas e boas vendas!!!!!

      Excluir
  9. Nossa, caiu como uma luva essa dica viu, eu faço chinelo, de vez em quando ponto cruz, tava querendo fazer feltro, queria uns moldes bem faceis pra iniciar... parabéns pela dica... e pelo blog...

    ResponderExcluir
  10. Andreia essa dica esta maravilhosa tendo em vista que muitas de nós tem dificuldades com esse assunto, amei sua explicação, maravilhosa.

    Um grande beijo!
    http://meninabonitaartes.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade Carla!
      Por isso tentei colocar para vocês como eu costumo fazer depois de muita pesquisa!
      Obrigada pelo carinho! Bjss

      Excluir
  11. Querida Andreia, adorei suas dicas. Qdo fiz um curso de corte e costura, a professora também falou sobre triplicar o valor do material. Claro que percebi que isso não daria muito certo, pois um tecido muito simples me levaria a prejuízo, enquanto que um muito sofisticado encareceria demais o trabalho (contando que o tecido fosse trazido pela cliente). Eu entendo que a responsabilidade de trabalhar com materiais muito caros também deve ser levada em conta.
    Com suas dica ficarei mais segura na hora de orçar meu trabalho.
    Um grande abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É sim Marisa. Na verdade acho que a gente se esquecia de levar muita coisa em conta como por exemplo o nosso salário....rsrsrs Nunca imaginaria que isso entraria no valor de uma peça. Mas, como vc pode notar, o preço final da peça não fica muito fora do de mercado e em alguns casos (alguns) não fica muito diferente de se multiplicar por três. Acho que o grande diferencial nesse cálculo é saber exatamente o que cada centavo está pagando.
      Bjsss e espero ter ajudado!

      Excluir
  12. Andreia,
    Seu texto ficou muito bem explicado... agora é mãos a obra e ter um caderno pra anotar tudo. Eu sempre anotei o material mas nunca me preocupei em marcar o tempo gasto em cada peça e pelo que vi é fundamental.
    Parabéns pelo Blog!
    Bjos
    Carla

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade amiga. Seria mais ou menos como ser remunerada pelas horas extras!! rsrsrs E, um detalhe importante que esqueci de mencionar é que o domingo é remunerado mesmo que não se faça nada neste dia. Portanto em nossa conta, se gastarmos 10 dias para a produção, devemos incluir o domingo na conta.
      Bjssss e em breve chego com mais dicas!

      Excluir
  13. Oi, achei legal o seu blog e sua explicação de como cobrar. É difícil mesmo calcular. Eu trabalho com Ponto Cruz, e se no caso não chego a usar uma meada inteira da linha, como calculo? Pelo preço da meada? As vezes não dá pra saber quanto gastei da linha. Se quiser, de uma passadinha no face, têm uma fotos dos meus trabalhos lá.
    Abraços

    Bel Pinder

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então Bel, tb já trabalhei com ponto cruz e fazia um cálculo um pouco diferente. Cobrava 0,02 por cada ponto, assim não precisava calcular a quantidade de linha gasta. Mas, para aplicar aos cálculos acima, vc pode cobrar 0,01 por ponto (dá um trabalhão contar tudo mas, sempre vale a pena) e colocar o total em seus gastos variáveis.
      Bjsss

      Excluir
  14. Olá, Andréia
    Bom dia!

    Obrigada pela dica! Havia postado no meu blog um artigo da Vila do Artesão sobre este assunto. Muito bom!
    Deixo o convite pra vc me visitar: http://artedebordar2012.blogspot.com

    Seja bem vinda!

    Nilda Souza
    artedebordar2012@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Nilda! Vou seu seu post também!
      Bjkssss

      Excluir
  15. Andreia, muito bom seu post. Está sensacional e muito bem explicadinho. Parabéns!!

    ResponderExcluir
  16. Andreia de Deus! Querida! Você me ajudou e muiiiiiito! Agora vai! rs
    Já tinha visto alguns, na verdade vários calculos por aí, mas o seu jeito de explicar foi o que me conquistou e hoje já inicio o meu primeiro preço certo! kkkkk Obrigada! Estava precisando muito disso, pois esse ano estou determinada a melhorar a organização do ateliê e fazer desse nosso trabalho um trabalho rentável, pois merecemos! :)
    Você disse tudo! ri muito com a parte que diz, lá vem o cliente com a foto do produto dizendo: "Quando VOCÊ cobra pra fazer um desses?" agora pense, você diz o valor e o cliente fala: "Nossa! Fulano cobra menos!" rs e a gente vai levando rs

    Fiquei apenas com uma única dúvida: Eu faço muitas lembrancinhas em feltro para nascimento, aniversário e afins, então são sempre pelo menos 20 unidades, tem uma dica para cobrar quando são grandes quantidades? Por exemplo 50 ou 100? Você aplicar quanto de desconto? 30%? Você deu o exemplo, mas fiquei com uma duvidazinha ainda rs... pode me ajudar?
    Parabéns pelo blog, e por compartilhar conosco suas experiências! Um beijo enorme e desejo toda a felicidade e sucesso do mundo pra vc!
    Att.
    Evelyn

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Evelyn, te enviei um e-mail tá! (gmail)
      Bjkssss

      Excluir
  17. Andréia,me perdi fazendo esse novo cálculo,para dias e qtddes eu entendi,mas para um unico dia de trabalho para uma peça..como faria..o custo da peça eh de 4,24 e o dia eh de 32,oo..em meus antigos cálculos eu faria a 12,oo a peça mas nessa nova forma o qual achei mais prudente..qual valor final ficaria??perdidinha eu hein kkk obrigaduuu!!!!bjus...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi amiga!
      Pense assim: seu dia de trabalho é de 8 horas, então se seu dia de trabalho ficou em R$32,00, sua hora de trabalho será: R$4,00. Resta saber quanto tempo (em horas) você leva pra fazer a peça. Supondo que você leve duas horas para fazer seu custo fixo será R$8,00 + Custo variável R$4,24 = 12,24 + lucro.= valor total da peça.
      Entendeu?

      Excluir
    2. muito obrigada Andréia
      boa noite
      bjus!!!!

      Excluir
  18. Querida muito interessante,vc é uma pessoa abençoada por compartilhar o conhecimento com o próximo obrigada pela dica e Deus a abençõe um abraço.

    ResponderExcluir
  19. Vc arrasando como sempre!!!! É por isso q és minha inspiração ♥ Adorei o post, parabéns.
    bjs.

    ResponderExcluir
  20. Muitíssimo obrigado!!!!! Nossa, como clareou tudo aqui kkkkk
    Já estou aqui anotando tudo e fazendo minhas continhas!
    Que Deus lhe abençoe muito por compartilhar!
    Um grande beijo! E muito sucesso!

    Com carinho,

    ResponderExcluir
  21. Oi
    Encontrei seu blog pelo post da PatchArteira...Adorei o post, muito bem explicado...Agora vou aproveitar e ver todo o seu bloguinho...
    Bjs

    ResponderExcluir
  22. Parabéns, Andréia, seu texto ficou bem claro!Adorei. Bem que estranhei o nome do blog, mas não conseguia saber o que havia de diferente. Gostei do nome novo, muita sorte e sucesso pra vc! Bjs

    ResponderExcluir
  23. Parabéns pela clareza!estou pretendendo trabalhar com bolsas, tipo sacolas pintadas à mão. Não confecciono as sacolas,portanto esse trabalho será terceirizado.Onde entrará ocustoda costureira? Como calculo o que pagarei pra ela e o meu trabalho e tempodispensado paraa pintura? Muito grata.

    ResponderExcluir
  24. ENCONTRAR SEU BLOG FOI UM ESPETÁCULO, MUITO OBRIGADA POR DIVIDIR CONOSCO ESSA DICA, POIS A MINHA MAIOR DIFICULDADE SEMPRE FOI COLOCAR PREÇO EM MEU TRABALHO. OBRIGADA!!!
    VERA
    VENHA CONHECER O MEU CANTINHO, FICAREI FELIZ COM SUA VISITA.

    ResponderExcluir
  25. Andreia vc é demais!! Agora, preciso sentar com calma e colocar tudo em prática essa aula maravilhosa!! Obrigada!!

    Que Deus te abençoe, sempre! Bjim!!

    Cris

    http://criarteebordados.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  26. Boa tarde Andreia ... tudo bem ??
    Nossa seu blog caiu do céu rsrsrs
    Nunca tinha ficado tão claro o jeito certo de calcular o preço como ficou agora com sua explicação !!!
    Ameiiiii demaisssss .... estou aqui com minha agenda fazendo as contar e enfim descobri agora quanto realmente vale minhas horas de trabalho :)
    Estou reformulando todos os preços dos meus produtos , agora sim acho que vou cobrar o preço justo pelo meu trabalho !!!
    Muito obrigada por compartilhar suas dicas e ajudar à tantas artesãs que assim como eu querem fazer de um hobby uma profissão !!
    Deus te abençõe muitoooo , bjao

    ResponderExcluir
  27. Oi Andréia .... tudo bem ???
    Menina seu blog caiu do céu !!!
    Ameiii e graças às suas explicações enfim descobri quanto vale minha hora de trabalho e já estou aqui reformulando todos os preços dos meus produtos rsrsr
    Muito obrigada por compartilhar suas dicas e ajudar à tantas artesãs à cobrarem o preço justo de suas peças !!
    Foi a melhor explicação que já li sobre o assunto PARABÉNSSSS !!
    Que Deus continue te abençando muitooo , bjaooo

    ResponderExcluir
  28. Andréia, amei o seu blog !!! Essa dica então de colocar preço......Tem horas que quero desistir, mas AMO trabalhar com feltro e EVA, me sinto em outro mundo...Adorei também o tutorial sobre as licenças de designer, (agora entendi porque algumas peças tem valor diferenciado), pena que o site é em inglês e eu sou um zero à esquerda nessa área, mas tudo bem vou seguindo suas dicas....
    Parabéns pelo belíssimo trabalho !!!

    ResponderExcluir
  29. Ola Andreia querida...
    Olha,minha duvida é...a cliente quer 50 tulipas no lapis,porem ela dará o lapis e o tecido,como cobrar??O que fazer?Nunca trabalhei assim,a cliente dando o material e eu tendo que cobrar a mao de obra!Me ajuda,por favor!Bjnhosss

    ResponderExcluir
  30. Bom dia Andreia, seu post me ajudou muito e me fez refletir e esse fim de semana troquei a linha e as agulhas pela caneta e o papel.... e hoje compartilhei no meu blog minha experiencia e inclusive usei seu post como referencia, depois se puder dá uma passada por lá pra ver se não falei besteira.. rsrs
    Bom dia..
    Proponho começarmos nossa semana com uma reflexão:
    Sua arte é hobby ou fonte de renda?
    Se você responder fonte de renda, te convido a ler meu post e refletir se está tomando o rumo certo ou se tem de dar uma parada como eu e investir um tempo pra caneta e calculadora ao invés das linhas e agulhas...
    http://www.artesearteirices.com.br/2014/03/sua-arte-e-hobby-ou-fonte-de-renda.html

    Uma semana abençoada para você...

    ResponderExcluir
  31. Olá Andreia, poxa foi ótimo ter encontrado sua post,ajudou muito copiei tudo e já fui fazendo as minhas informações,o mais difícil é quando trabalhos com produtos reciclados, estou trabalhando com tecidos de guarda chuvas, menina....fácil não, mas me ajudou muito mesmo. Obrigado, e se quiser entrar no meu blog é Malu Modas e fuxicos, e minha pagina no Face é -Malu Artes/ fuxicos. um abraço e obrigado mais uma vez.

    ResponderExcluir
  32. Maravilha! Já foi para os meus "favoritos"! Obrigada!

    ResponderExcluir
  33. Excelentes orientações! É realmente muito importante sempre levar em consideração todos os fatores envolvidos na produção das suas peças, para não acabar pagando para trabalhar.

    Para aplicar os conceitos explicados aqui pela Andreia, recomendo demais o Calcularte, aplicativo online (dá pra acessar de onde estiver) especializado em cálculo de preço para artesanato. Você informa o material que utiliza, suas despesas, seu salário desejado, carga horária de trabalho e pronto! O sistema te diz qual o preço justo para as suas peças.

    E não precisa pagar nada pra conhecer o sistema porque tem a versão free (até 20 peças/produtos diferentes) e tem a versão com alguns recursos extras bem legais por só R$4,90 ao mês.

    Fanpage: http://www.facebook.com/calcularte
    Site: http://www.calcularte.com.br

    ResponderExcluir
  34. Que legal Rafael!!! Obrigada pelo contato. Vou entrar no face, em seu site e experimentar com certeza. Depois faço um post aqui no blog para as meninas conhecerem também. Bjo no coração!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado, Andreia!

      Espero que gostem e nosso sistema possa ajudar muita gente.

      Grande abraço!

      Excluir
  35. Obrigado, Andreia. Espero que goste!

    Caso ajude, temos um manual do usuário completo em www.calcularte.com.br/ajuda/#manual-do-usuario

    Grande abraço!

    ResponderExcluir
  36. Muito legais as dicas! Concordo com você. Não sabemos de td e precisamos sempre estar estudando. Não é porque é artesanato que a gente nao precisa ler, e olhe que tem muita coisa legal! Passei a ler mais e isso tem me ajudado bastante com o artesanato! Abraço!

    ResponderExcluir
  37. Olá.. São ótimas as suas explicações, mas fiquei com uma dúvida qdo vc fala sobre o lucro e que sua peça ficaria no valor de 19, 30 cada.. Ou seja, a sua encomenda de 20 peças ficaria no valor de 386, 00??? É isso mesmo???

    ResponderExcluir
  38. Olá, estou perdida em uma serviço onde tenho que somente dar acabamento na peça com lixa e pintar personagem em impressão 3d.não Terei custo com materiais e levo mais ou menos 1:30hr para pintar com detalhes.pode me ajudar?

    ResponderExcluir
  39. Gostei mto de tdo que vii por Aqui!
    Obrigado pela satisfação, compartilhando aqui
    Porta Costura MDF

    ResponderExcluir
  40. OK amei vc não sabe o quanto me ajudou obrigado que Deus te conserve assim , pensando no próximo ,eu estava perdendo dinheiro é agora sei dar valor ao meu trabalho.... Beijão

    ResponderExcluir